Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
tipos de cafeteira

Conheça os tipos de cafeteira e as várias formas de fazer café

O cafezinho não é uma ciência exata, concorda? Para cada paladar, há um jeitinho diferente de preparar a bebida. Alguns preferem o tradicional café coado, outros não abrem mão da intensidade da prensa francesa. Agora, vamos conhecer os principais tipos de cafeteira para as diversas formas de preparo.

Como surgiu a cafeteira?

A história das cafeteiras data do século 19, por volta de 1802. O farmacêutico francês François-Antoine Descroisilles criou a primeira versão mundial do equipamento, batizada carinhosamente de “caféolette”.

Pioneira, a cafeteira francesa tinha dois recipientes: um para a saída do café e outro com o coador. Anos depois, foi a vez do químico Antoine-Alexis Cadet de Vaux pensar em uma evolução feita com porcelana.

Atrás da França, a Itália também se popularizou no ramo do café e ampliou os tipos de cafeteira existentes. Além da famosa cafeteira italiana, que funciona a vapor, os italianos criaram a primeira máquina de café espresso do mundo.

Ela foi inventada em 1901, mas só chegou ao mercado após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1946. O modelo era o Gaggia Crema Caffe, que produzia água pressurizada com uma alavanca e passava o líquido sobre uma camada de café. Era um produto fácil e barato para uso comercial.

Moído ou coado?

Para cada um dos tipos de cafeteira, há uma forma diferente de tratar o café. Você pode moer os grãos na hora ou usá-los já moídos, para coar. Na cafeteira com moedor, você acrescenta os grãos, a água e aperta o botão. A moagem é automática e a bebida fica pronta em minutos.

Sua preferência determina como escolher a cafeteira ideal para você. Abaixo, vamos apresentar algumas opções disponíveis no mercado. Ah, uma dica: se precisar moer os grãos na hora e não tiver um moedor, experimente usar o liquidificador para isso.

café sendo feito em uma cafeteira

O preparo na cafeteira francesa

No caso da cafeteira francesa, também conhecida como prensa francesa, o método de preparo ocorre por infusão e é muito rápido. A moagem do tipo média é a mais indicada, porque os grãos vão passar mais facilmente pelo filtro de ferro.

Nesse método, não há necessidade de energia elétrica nem filtro de papel para a produção da bebida. Basta colocar o café moído na cafeteira, adicionar água quente (entre 80ºC e 90ºC), deixar descansar na prensa por alguns minutos e pressionar o êmbolo.

Na xícara, a bebida sai intensa, com grande concentração de sabor, já que há um aumento da quantidade de óleos naturais do café. O resultado é uma ótima experiência sensorial.

A tradicional cafeteira italiana

Entre os diversos tipos de cafeteira, essa é a queridinha de muitos #cafequizados. Muito popular até hoje entre os italianos, a Moka também ganhou o coração dos brasileiros.

Ela possui três compartimentos: uma caldeira inferior para colocar água, um funil intermediário para o pó do café e um coletor superior onde o café pronto se acumula, prontinho para ir à xícara.

O formato é fácil de usar, com uma alça para levantar e um bico para derramar o líquido sem fazer sujeira. O pó do café é inserido diretamente no funil de alumínio, que também não precisa ser descartado depois do uso.

Café oriental ou turco

Essa opção não é tão popular no Brasil. Porém, se você já ouviu falar sobre ler a borra do seu café, isso é possível com o tradicional café turco. Ele não é coado nem filtrado, por isso exige uma moagem muito fina.

Ele é preparado na cezve, um dos tipos de cafeteira mais curiosos que existem. É uma peça de bronze ou cerâmica, semelhante a um bule, com um braço de madeira. Antes de levá-la ao fogo, coloca-se água e açúcar a gosto, antes de levar ao fogo. Após a fervura, despeja-se o café e, novamente, ela vai ao fogo até ferver.

Antes de servir, é recomendável colocar um pouco de água fria para o pó descer mais rapidamente ao fundo da cafeteira turca. Após servi-lo, não se deve mexer para não fazer o pó subir. Quando se começa a sentir o pó na boca, é hora de parar de beber e deixar a borra para a leitura da sina, como manda a tradição.

O cafezinho espresso

Já se você adora um espresso, não há dúvida sobre qual cafeteira comprar: a Nespresso vai ocupar um lugar especial na sua cozinha ou no seu escritório. Popular entre os tipos de cafeteira elétrica, ela funciona com cápsulas, garantindo um preparo rápido e um café encorpado, com opções para cappuccino, latte e mocha.

Na Coffee ++, nossas cápsulas são compatíveis com a máquina Nespresso. Elas possuem pó de grãos sofisticados, 100% arábica, com variadas notas sensoriais: chocolate, caramelo, frutas secas, frutas vermelhas, doce de marmelo, frutas amarelas, flores de jasmim e carambola madura. Experimente agora!