Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
café de garapa

Café de garapa: uma receita brasileira

Se você está passeando por este blog, já deve ter percebido como nossos grãos contam a história do Brasil. Aqui, vamos apresentar mais uma receita histórica que data de séculos passados e ainda é muito tradicional em várias partes do país: o café de garapa.

O que é a garapa?

A receita de hoje vem dos tempos dos engenhos no Brasil. Porém, antes de conhecer essa história, é importante entender o que é garapa, pois o significado dessa bebida pode mudar de região para região.

A palavra “garapa” é muito comum, principalmente no interior de São Paulo e Minas Gerais. Em outras partes do Brasil, como nos estados do Nordeste, ela não é tão utilizada. A bebida é chamada simplesmente de caldo de cana, que é o líquido extraído ao moer a cana-de-açúcar.

Água e sacarose são os compostos básicos da garapa, que conserva todos os nutrientes da cana-de-açúcar, como carboidrato, ferro, potássio, cálcio, minerais, vitaminas do complexo B e C, além de frutose, ácidos graxos, flavonoides, entre outros.

Nas usinas de açúcar, o caldo da cana é a matéria-prima utilizada para fabricar o açúcar, o etanol e a cachaça. É uma bebida oxidante e altamente energética, utilizada inclusive na recuperação muscular de atletas. Agora, imagine a energia do café de garapa!

A origem nos engenhos

A gastronomia brasileira é cheia de influências dos diversos povos que construíram nossa sociedade. Com o café de garapa, não é diferente. Essa é uma receita herdada dos negros escravizados nos engenhos, que começaram a misturar o caldo de cana com o café, garantindo um alimento rico em energia para o trabalho diário.

Por isso, em alguns lugares, o café de garapa também é conhecido como café de engenho. A receita original não mudou com o passar do tempo. Até hoje, é recomendável usar ingredientes frescos no preparo, incluindo o caldo de cana extraído pouco tempo antes.

Uma curiosidade: o café de garapa não é comum nas cafeterias urbanas, mas se tornou uma referência na Pousada das Cigarras, localizada na cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. Quem se hospeda na pousada pode ter certeza de que vai experimentar a bebida.

Como fazer café de garapa?

café de garapa

Como toda boa receita popular, o café de garapa não tem muito segredo. Você vai precisar de poucos ingredientes e um item muito importante para garantir o sabor original à bebida: um coador de pano grande. Vamos à receita:

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de café moído;
  • 500 ml de caldo de cana;
  • Um coador de pano.

Modo de preparo:

  • Primeiro, ferva o caldo de cana;
  • Em seguida, monte o coador em um recipiente, insira o café moído e coe com a garapa quente.
  • Seu café de garapa está pronto para ser servido.

Café de garapa com espresso e limão

É claro que a receita original também pode ser incrementada com criatividade. Nessa variação, você pode usar café espresso caso não tenha o coador de pano disponível. Dica: não utilize filtro de papel no processo, prefira o espresso.

Ingredientes:

  • ¾ de xícara de espresso;
  • ¼ de xícara de caldo de cana quente;
  • 1 rodela de limão.

Modo de preparo:

  • Misture o espresso ao caldo de cana fervido;
  • Pingue algumas gotas de limão para levar um sabor cítrico ao seu café de garapa.

Um café adocicado

Se você é fã de uma bebida mais amarga, prepare-se para uma experiência diferente, porque o café de garapa coado já sai adoçado. Afinal, o caldo de cana é uma bebida naturalmente doce – lembre-se de que ela é a base do açúcar.

Por isso, muitas pessoas que já testaram a receita sugerem variações na proporção do líquido para se adequar aos diversos paladares. Se você achar a receita acima doce demais, experimente diluir o caldo de cana na mesma proporção de água antes de ferver.

Seu café de garapa com a Coffee++

Sempre que pensar em café moído, priorize grãos especiais da Coffee++, que fazem toda a diferença no sabor da sua receita. O café moído é muito presente na vida dos #cafequizados por ser fácil de encontrar em supermercados e mais simples de preparar que os grãos, por exemplo.

O café torrado e moído vem em grãos quebrados em partículas de vários tamanhos e espessuras. O preparo dispensa um filtro de papel, basta colocá-lo na prensa francesa com água quente e esperar quatro minutinhos.

Na Coffee ++, como todos os produtos, ele é 100% arábica, sem aditivos na composição, com mais doçura e sabor. O bom trabalho do produtor e a torra potencializam o doce que vem diretamente da natureza, sem queimar os grãos, preservando os atributos saudáveis do café.