Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
café sem açúcar

Como tomar café sem açúcar?

O café faz parte da rotina de grande parte dos brasileiros, mas não pense que a afirmação é exagerada. Prova disso é o fato do consumo interno chegar a aproximadamente 98% dos lares brasileiros, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC). Contudo, você já pensou em tomar café sem açúcar?

O Brasil é o maior produtor de café do mundo: as lavouras brasileiras produzem mais que segundo, terceiro e quarto lugares juntos. Isso significa que uma a cada três xícaras consumidas no planeta é brasileira.

O consumo de café no Brasil

De acordo com o levantamento da Conab focado em cafés especiais, o consumo cresceu aproximadamente 70% nos últimos três anos. Esse percentual representa que, nos últimos anos, o aumento foi cinco vezes maior, em 2020.

Dessa forma, nos últimos oito anos, o consumo passou de 231 mil sacas, em 2012, para 1.171 mil sacas. Seguindo as estimativas, a expectativa é que o crescimento interno de café especial chegue a 34% até 2024.

Apesar do aumento e da tendência ao consumo do café especial, muitas pessoas ainda acreditam na ideia do café preto. Desse modo, não vivem o benefício do café sem açúcar para a saúde e para o paladar. Até a Organização Mundial da Saúde (OMS) já alertou em relação aos excessos do açúcar para o organismo.

O café preto

Antes de mais nada, é importante desmistificar a visão de muitas pessoas que acreditam na cor e no fato de tomar café sem açúcar: na verdade, o café é naturalmente marrom. Então, por qual motivo as pessoas tomam o café escuro e ainda defendem a ideia de “não mostrar o fundo da xícara”?

Trata-se de uma questão de torra. A grande indústria, ao longo dos anos, criou uma proposta errônea para justificar o fato de carbonizar o café durante a torra. Com isso, o café preto sem açúcar se tornou um sinônimo de café forte.

Entretanto, na prática, isso significa “queimar” os grãos durante a torra com o objetivo de esconder os defeitos e as impurezas dos grãos. Por isso, tomar café sem açúcar é inimaginável para muita gente. Porém, você sabe quais são esses defeitos que prejudicam a torra e sabor da bebida?

Os principais defeitos do grão de café

  • grão preto opaco: demora na colheita;
  • grão ardido: fermentação na lavoura e apresentação de muitas cores;
  • grão brocado: provocado por uma praga;
  • grão concha: defeito ligado à genética do grão;
  • grão verde: imaturo e colhido antes do tempo;
  • grão quebrado: pedaços de grãos em formatos diferentes;
  • grão chocho: grão mal-formado e com pouca massa;
  • cascas de café, fragmentos de pau e pedras.

Grãos especiais e grãos tradicionais

café sem açúcar

Esses defeitos resultam da colheita dos frutos verdes, colheita tardia e contato dos frutos com o solo. No caso do café especial, esses aspectos não existem. Muito pelo contrário, os grãos apresentam uniformidade e a colheita é realizada com cuidado. Aliás, é isso que faz o café de verdade ter mais qualidade.

Por isso, para fazer café especial, é preciso pensar de maneira especial: esperar até que as frutas estejam bem maduras no pé, escolher os grãos, evitar o contato com a poeira no solo e cuidar de cada etapa do pós-colheita a fim potencializar os aspectos sensoriais dos grãos.

Entretanto, o café preto sem açúcar carrega muito dissabor. Como há carbonização na torra, a bebida se torna amarga. Desse modo, a única alternativa é acrescentar o açúcar ou adoçante ao café para amenizar a sensação.

Em contrapartida, os grãos 100% arábica vêm adoçados do pé. Portanto, o açúcar estraga o café especial, já que inviabiliza experiências sensoriais, textura e aromas, como as notas que lembram doce de marmelo, chocolate, frutas secas, mel, amora, entre outros.

Como tomar café sem açúcar?


Além disso, tomar café sem açúcar ajuda no controle de peso, doenças cardiovasculares e pressão arterial. Segundo a nutricionista Carla Gomes, o café puro é de baixíssima caloria. “O que pode tornar a bebida calórica é a adição de açúcar, rapadura, mel, chantillys, doces e outros complementos”, explica.

Nunca é demais afirmar que não existe fórmula milagrosa para o emagrecimento. Sendo assim, se a dúvida é se tomar café sem açúcar emagrece, a resposta é não. Na verdade, a ingestão da bebida ajuda a acelerar o metabolismo. Com isso, pode ocorrer a perda de peso.

Para aqueles que amam os prazeres do cappuccino (a combinação de leite e café expresso), a proposta do café com leite sem açúcar é ideal. Já que a receita com dose de café especial e leite vaporizado é muito saborosa, bem como muito indicada para os dias de inverno.

Para quem deseja preparar em casa, a dica da Coffee ++ é usar 30 ml do café Ricardo Tavares em cápsulas. Em relação ao leite espumado, balance a quantidade referente a ½ xícara em um recipiente com tampa, por 30 segundos.

Em seguida, leve ao micro-ondas por 20 segundos. Sirva e tente desenhar um coração com a espuma. Para essa receita, você pode aproveitar toda a experiência sensorial do café sem açúcar e viver cada compasso dos sabores que apenas o café especial acima de 84 pontos pode proporcionar.