Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
Café tem glúten? Imagem com café preto sendo servido em uma xícara branca, sob um pires branco com colher prata.

Café tem glúten? Saiba se a bebida é indicada para celíacos

Pela manhã, após as refeições ou no final da tarde: um café fresquinho é sempre bem-vindo para dar disposição e energia ou apenas apreciar. Porém, apesar de ter uma grande quantidade de fãs, muitas pessoas têm receio de tomar a bebida por não saber se café tem glúten.

Sim, essa é uma das maiores curiosidades sobre café. Não é para menos: a bebida é a queridinha dos brasileiros, e pessoas com sensibilidade ao glúten querem saber se podem ou não apreciá-la com segurança. Por isso, preparamos um conteúdo especial para ajudar você a entender o assunto. Confira!

O que é glúten, quais são seus benefícios e malefícios

“Contém glúten”: essa é uma frase comumente encontrada em embalagens de produtos industrializados, mas você sabe o que é essa substância? Glúten nada mais é que uma proteína encontrada no trigo, no centeio, no malte ou na cevada.

Quando entra em contato com a água, ele forma uma espécie de gel, garantindo maior elasticidade em alimentos como massas, pães e biscoitos. Essa proteína é vegetal e possui boas fontes de fibras, podendo ser consumida livremente. Contudo, algumas pessoas podem sentir desconforto ao comer esses alimentos.

Isso acontece porque o celíaco, como é chamado quem tem alergia ao glúten, não consegue digerir alimentos ricos nessa proteína. Com isso, a pessoa sente desconforto abdominal, diarreia e pode sofrer até perda de peso.

Afinal, o café tem glúten?

Se essa proteína é encontrada em cereais diversos, é correto dizer que café contém glúten? Não. Café não tem glúten. Por isso, os celíacos que amam café podem suspirar aliviados!

Segundo a Celiac Disease Foundation (CDF), uma fundação especializada em doença celíaca, não existem pesquisas científicas que evidenciem que o café possui glúten. Além disso, um estudo realizado pela Food and Nutrition Sciences encontrou a proteína apenas em um café instantâneo contaminado pela substância.

Afinal de contas, o café, na forma natural, não contém glutén. Por isso, o celíaco pode tomar café sim. Entretanto, é importante ficar de olho no rótulo e na forma como ele é produzido, viu? Vamos falar mais sobre isso a seguir.

Dicas para tomar um café sem risco de conter glúten

Ao comprar um produto novo, sempre confira o rótulo e as substâncias do café adquirido. Também vale escolher grãos que foram produzidos de uma forma criteriosa que ressalta as qualidades deles.

Isso porque o pó de café (ou os grãos) podem, sim, ser contaminados por outros ingredientes que possuem a proteína. Logo, eles não são mais indicados para pessoas com doenças celíacas, ok? Para ajudar, separamos algumas dicas essenciais para saber se café tem glúten antes de tomá-lo. Confira!

Procure saber como o café foi produzido

Antes de comprar um café, é interessante buscar entender como ele foi produzido: em qual fazenda, sob quais condições climáticas, critérios e cuidados, além de saber a intensidade da torra. Tudo isso interfere no sabor e na qualidade da bebida, sabia?

Cafés produzidos e embalados pelas mesmas empresas que fabricam alimentos com glúten, como farinhas, biscoitos e massas, podem ser contaminados pela proteína. Então, é importante sempre checar o rótulo da embalagem também para saber se ele possui ou não glúten.

Atente-se aos ingredientes do café

No rótulo, você também consegue ler quais são os ingredientes adicionais utilizados nos cafés. Se algum deles contiver glúten, a bebida também terá a substância.

É o caso de cafés solúveis, saborizados e produtos feitos à base de café, como bebidas lácteas, doces e caldas. Leia sempre a lista de ingredientes e, em caso de dúvida, pesquise se os ingredientes têm a proteína na composição ou não.

Aposte nos cafés especiais

Outra maneira de garantir que o seu cafezinho não tem glúten e foi produzido de forma criteriosa é apostar nos cafés especiais. Eles proporcionam uma verdadeira experiência sensorial, já que possuem sabores e aromas naturais intensificados, acidez equilibrada e doçura natural ― dispensando, até mesmo, a adição de açúcar!

Para ser considerado um café especial, o produto deve atingir, no mínimo, 80 pontos nos critérios de fragrância, aroma, uniformidade, acidez, doçura e finalização. Tudo isso pela avaliação da SCA (Specialty Coffee Association).

Os cafés da Coffee ++, por exemplo, possuem mais de 84 pontos. Eles são produzidos de maneira criteriosa em fazendas mineiras, por pessoas que nasceram na lavoura e são apaixonadas pelo o que fazem. O resultado de tanto cuidado é sentido desde o primeiro gole, com notas sensoriais naturalmente doces. Ah, e tem mais: eles também são livres de glúten.

Café tem glúten? Imagem com a embalagem do café Mantiqueira de Minas, da Coffee ++, nas cores amarela e marrom.

Benefícios do café especial para todos os cafequizados

Com tantas características boas, é claro que são vários os benefícios do café especial. Não só para as pessoas com intolerância à glúten, mas também para todos as pessoas que amam um bom cafezinho.

Além da explosão de sabores proporcionada pelas notas frutadas e adocicadas de cada tipo de café, o café arábica (tipo de grão dos cafés especiais) ajuda no emagrecimento, melhora o desempenho nas atividades físicas, reduz o estresse, entre várias outras vantagens. Saiba mais lendo nosso conteúdo sobre benefícios do café!

Aproveite e garanta o seu café especial da Coffee ++ para surpreender convidados especiais ou deixar seu dia a dia ainda mais saboroso!