Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
plantio de café

Sabe como ocorre o plantio de café? Conheça as etapas!

Na lavoura, a sincronia do plantio de café é fundamental para a vitalidade dos frutos. O Brasil é o maior produtor do mundo, porém isso não significa que realizar o cultivo dessa iguaria é uma tarefa simples. A cafeicultura tem uma grande contribuição histórica e social, mas tudo precisa ser feito com muito critério.

O relacionamento do café com o Brasil começou há muitos anos, em 1921, no estado do Pará. A adaptação ao clima do país foi rápida e o plantio do grão foi realizado em praticamente todo o território nacional. Entre as regiões brasileiras, Minas Gerais ocupa o primeiro lugar em volume de plantação de café.

Primeiramente, é necessário que o produtor estabeleça alguns protocolos antes de iniciar o plantio de café. No caso do café especial, as especificidades ocorrem em todo o processo e se iniciam na seleção de sementes a serem plantadas na fazenda já que cada variedade conta processo, manejo e colheita próprios.

Só para ilustrar tudo isso, saiba que os grãos arábicas possuem mais de 50 variedades e subvariedades. Como já falamos aqui, o café foi descoberto na Etiópia, país da África. A partir de então, a bebida foi levada para vários lugares do mundo e ajudou na construção histórica de muitos povos.

As etapas da plantação de café

plantio de café

A diversidade dos grãos mostra o quão trabalhoso é plantar café. Cada etapa exige conhecimentos amplos, como a origem e os fatores gerais da planta, o crescimento da árvore, a dimensão do tronco e o volume de folhagem. Por isso, conhecimento faz parte do processo, já que um pé de Geisha nunca será como um Mundo Novo.

As particularidades fazem parte do plantio de café. Com isso, no Mundo Novo, o alto índice de produtividade é um dos pontos de destaque. Em altura, ele pode chegar a 3 m, o que facilita a colheita mecanizada. Aliás, a maturação homogênea (devido à altura) gera frutos maiores, que podem ser “catados” em um mesmo período.

Já com o Geisha, o processo é criterioso em todos os sentidos, inclusive em relação a época de plantio do café, altitude, clima, dedicação humana e processos. O conjunto dessas circunstâncias, aliás, é o que forma um terroir e contribui para a potência dos grãos.

As duas variedades de café arábica têm o doce natural como característica. Entretanto, não basta plantar e não acompanhar o desenvolvimento, pois o café especial é feito de detalhes. Então, cada etapa é fundamental para alcançar as pontuações de acordo com as regras da Specialty Association Coffee (SCA).

Os processos da lavoura

As plantações nas alturas também são relevantes no cultivo dos grãos arábicas. Nesse sentido, existem alguns pontos que devem ser priorizados no mundo do café: plantação, terroir, variedade, manejo, processo de colheita, pós-colheita, além do critério humanizado em cada etapa.

Em relação à altitude, pesquisadores apontam que, para uma bebida entregar aspectos sensoriais elevados e pontuações acima de 84 pontos, é necessário que o plantio de café arábica aconteça a partir de 800 m de altitude. Entretanto, isso não é garantia de nada, já que o café especial é feito pela junção de muitas etapas.

As particularidades do plantio de café

Para você ter ideia, depois da escolha do lugar que vai receber a plantação de café, há uma seleção das mudas. Aliás, todas ficam em um viveiro de mudas e apenas aquelas com raízes fortes são escolhidas. Feito isso, as opções selecionadas continuam no viveiro por nove meses.

Somente depois desse tempo, elas são plantadas na lavoura, idealmente em covas de 40 cm de profundidade. Além disso, no plantio, o espaçamento deve ser respeitado e o aconselhável é que haja aproximadamente 2,5 a 3 metros entre as “ruas de café” e cerca 1 metro nas proximidades das plantas.

Em seguida, depois de 30 dias do plantio das mudas selecionadas, inicia-se a adubagem, o estudo da terra e muita oração forte por chuva. Assim, a planta pé de café começa todo o crescimento. Por fim, o produtor espera cerca de 36 meses até o momento da colheita boa dos frutos.

Porém, no meio do caminho, há muito trabalho. O produtor acompanha todas essas etapas no cafezal, bem como o desenvolvimento da planta e o solo, a fim de controlar a proliferação de pragas e nutrir o pé de café em cada etapa até chegar à maturação.

O manejo do café especial

Na Coffee ++, todos os grãos passam pela criteriosa etapa de cultivo. Durante os processos de colheita e pós-colheita, o olhar do produtor é indispensável para o resultado das bebidas. A diversidade de variedades proporciona experiências sensoriais distintas.

Quer conhecer mais de todo esse processo na prática? No Clube de Assinaturas da Coffee ++, os participantes têm a oportunidade de ganhar uma imersão na Fazenda Primavera e conhecer de perto todas essas etapas. Para isso, os assinantes têm como missão convidar pessoas a viver a experiência do café especial.