Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
café emagrece

E aí, será que café emagrece? Saiba aqui!

Emagrecer é um processo custoso para muitas pessoas. Por isso, há uma busca pela fórmula milagrosa que mandará o excesso de peso para longe. Contudo, nenhuma fé do mundo fará isso. Em relação a saber se café emagrece, existem explicações científicas que mostram a veracidade da informação.

No entanto, antes de afirmar que café ajuda a emagrecer, é importante entender alguns conceitos. Por exemplo, algumas substâncias presentes na bebida fazem com o que ela seja um estimulante natural. Nesse sentido, o cafezinho como pré-treino ajuda a acelerar o metabolismo.

Esse estimulante natural é historicamente usado para amenizar a fadiga, o cansaço e aquela preguiça que chega antes da atividade física. Os grãos também têm propriedades de desintoxicar o organismo e proporcionar vitalidade aos consumidores. Continue lendo para saber se café emagrece mesmo!

As razões para tomar café

Por muitos anos, o café foi considerado um vilão, até que o respeitado médico Darcy Roberto Lima certificou os benefícios do grão para a saúde. Depois disso, outros profissionais mostraram as vantagens de consumi-lo e ainda se manter saudável, validando a informação de que café emagrece.

Entre os pontos apresentados por doutor Darcy esteve a comprovação de que a cafeína emagrece, desde que a ingestão ocorra junto a uma alimentação saudável. Além disso, aliada a uma rotina de exercícios físicos, a bebida é fundamental para o emagrecimento, bem como para o equilíbrio da saúde mental.

Aliás, o consumo da bebida como termogênico é uma escolha para muitos atletas que querem manter o ritmo intenso de treino. Como o café acelera o metabolismo, o consumo moderado tem ligação direta com a energia e a vitalidade.

O consumo de café moderado

Entretanto, muitas pessoas se confundem sobre o que seria tomar café moderadamente. A verdade é que o efeito da cafeína ocorre de forma distinta em cada corpo. A tolerância ou não à substância depende muito do peso corporal, já que, de acordo com pesquisas, a média do consumo é 3 mg de cafeína a cada 10 ml da bebida.

Além disso, a concentração de cafeína não está restrita ao café, já que pode ser encontrada em doses altas em alguns chás, chocolates e até medicamentos. Mas será que o café queima calorias?

Não acreditamos na popular “dieta do café”, até porque a perda de peso sustentável ocorre a partir de uma rotina. Sendo assim, é importante que esses hábitos façam parte do cotidiano. É fato que nenhum corpo sustenta por muito tempo restrições, como é o caso da dieta da lua, do abacate, do próprio café, entre outras.

Os verdadeiros vilões do café

Em resumo, o café para emagrecer deve ser consumido sem quantidade excessiva de açúcar. Isso mesmo! Quantas pessoas têm o mau hábito de colocar muitas colheres de açúcar ou adoçante na bebida? Esses aditivos fazem com que as calorias da bebida sejam elevadas e causem malefícios diretos ao corpo.

Sendo assim, o ideal é que o cafezinho seja consumido puro, e que o acompanhamento cotidiano não seja feito com chocolate, chantilly, creme de leite, leite condensado, doce de leite, entre outros.

Só para ilustrar, o café puro, sem aditivos, concentra cerca de quatro calorias. Já a mesma quantidade com açúcar tem 26 calorias e a opção da bebida com leite integral chega a 69 calorias. Contudo, sabemos que tomar sem açúcar não é uma tarefa nem um pouco agradável, mesmo considerando que café emagrece.

café emagrece

Saiba como tomar café sem açúcar!

Entretanto, a solução para esse cenário é o café superespecial, com grãos 100% arábica. Nessa categoria, os cafés apresentam doçura natural, aspectos sensoriais e acidez equilibrada. Desse modo, apreciar o café sem aditivos é muito agradável e faz parte de um ritual recheado de sabor.

Na Coffee ++, todos os cafés são superespeciais, acima de 84 pontos. Isso significa que todos os grãos são avaliados de acordo com as regras da Speciality Coffee Association (SCA) e que os grãos passam por avaliação internacional e apresentam características fundamentais para o sabor.

Café especial: sabor, aroma e notas sensoriais

No caso do café da Mantiqueira de Minas, por exemplo, as notas sensoriais de frutas roxas são muito marcantes na bebida. Os grãos da variedade Bourbon amarelo são cultivados pelo produtor Luiz Paulo Pereira, que é o embaixador do café especial do mundo.

O cultivo realizado na região da Mantiqueira de Minas tem um processo quase artesanal, já que o terroir montanhoso faz com o que a colheita seja manual. Na prática, isso significa que apenas grãos maduros são catados. Com isso, há mais concentração de doçura, aroma e sabor.

Já o café produzido pelo Gabriel Nunes, na região cafeeira do Cerrado Mineiro, é realizado de forma muito profissional. Tanto que o processo de pós-colheita é feito de forma impecável e o resultado pode ser percebido no contato com o paladar.

Gabriel “nasceu embaixo do pé de café” e, depois de estudar Agronomia, o pai, Osmar Júnior, abriu as porteiras da fazenda, deu um passo atrás e deixou o filho experimentar a teoria ensinada na faculdade. Deu tão certo que Gabriel ganhou o título de melhor café do Brasil em 2017, se tornando o primeiro a levar o título para o Cerrado Mineiro.