Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
café moca

Café Moca: saiba mais sobre esse grão diferenciado

Você já deve ter ouvido falar sobre o café Moca, certo? Esse grão, também conhecido como moquinha, é mundialmente popular e tem um formato mais arredondado. O mais tradicional, por assim dizer, tende para o achatado.

O grão de café moquinha é quase considerado um “erro” pelos cafeeiros, já que não foram desenvolvidas as duas bandinhas dentro do fruto. A sua concentração de açúcar é maior, deixando-o ainda mais saboroso. Porém, infelizmente não existe um pé de café Moca, então ainda é visto como um ponto fora da curva.

Quais são as diferenças entre café Moca e Mocha?

Ao se deparar com o café Moca, é muito fácil confundi-lo com o Mocha. Há diferenças; por isso, que tal se aprofundar na definição de cada um?

Café Moca

O Moca é o grão de café. Ele pode estar presente em qualquer planta de café, apesar de não ser tão comum quanto o tradicional, por exemplo. Encontrá-lo é um processo bem mais trabalhoso. Para se ter uma ideia, ele aparece em apenas 3% do plantio, o que acaba deixando-o com um preço bem mais elevado.

Café Mocha

O café Mocha é uma bebida (deliciosa, por sinal) feita à base de chocolate, mas você também a encontra com caramelo, outra versão muito saborosa. Além disso, reúne café espresso, leite vaporizado e crema de leite. Devido ao seu sucesso, cada cafeteria ganhou a liberdade de prepará-lo de uma forma diferente.

História do café Moca

café moca

Agora que você já sabe diferenciar o grão Moca do café Mocha, é hora de se aprofundar um pouco mais no seu surgimento. Ele nasceu no sudoeste da Arábia e é caracterizado por uma estrutura bastante peculiar: o fruto original tem duas sementes achatadas; já o Moca, somente uma.

Segundo os diversos estudos realizados para tentar comprovar o porquê desse “erro”, isso acontece devido a fatores genéticos e ambientais que geram um novo tipo de planta. Como são necessárias duas sementes achatadas, o Moca acaba criando uma forma arredondada para suprir essa falta.

Sabor e aroma

Claro que, devido à “falha”, o sabor também seria afetado. Como dito anteriormente, a concentração de açúcar é maior, mas ele se diferencia ainda mais por conter notas achocolatadas. É por isso que no preparo do café Mocha é acrescentada calda de chocolate, para realçar ainda mais o sabor.

Como preparar o café Mocha?

Ficou interessado em deliciar-se com essa bebida? Pegue papel e caneta, pois é hora de anotar a receita de café Mocha. Você perceberá que há ingredientes parecidos com os do cappuccino; na verdade, esse café é uma variação dele, mas com alguns toques especiais.

Ingredientes

  • Café espresso
  • Calda de chocolate
  • Crema de leite

Comece separando a xícara em que você irá consumir o café mocaccino (nome dado para referenciar a junção de Moca com cappuccino). Tendo ela em mãos, coloque uma colher de sopa de calda de chocolate no fundo. Em seguida, extraia o café espresso diretamente na xícara.

Enquanto o espresso não fica pronto, creme o leite usando um cremador profissional ou mixer. Feito isso, despeje a crema na xícara com bastante cuidado para deixá-la bem branquinha no topo; assim, você poderá decorar a bebida.

Com mais um pouco de calda de chocolate — e de preferência, usando um tubinho, desses de ketchup, conhece? —, desenhe no topo da bebida para caprichar na apresentação. Use um palito para criar ainda mais detalhes. Depois, é só servir e se deliciar.

Conheça os cafés especiais da Coffee++

Gostou de saber mais sobre o café Moca e aprender como preparar o seu próprio Mocha em casa? Que tal conhecer cafés especiais que também deixam o seu dia ainda mais delicioso e relaxante? A Coffee ++ trabalha com grãos 100% arábica, ou seja, com doçura e sabor sem a adição de aditivos na composição.

Todos os nossos cafés especiais são avaliados acima de 84 pontos na Associação de Cafés Especiais (SCA) e estão disponíveis em quatro versões: grãos, moídos, cápsulas e drip coffee. São diversas opções de sabores e aromas para você conhecer o que mais agrada o seu paladar.

Aqui, você encontra o nosso Clássico da casa, além dos cafés dos produtores da Coffee++, como o Chapada de Minas, de Ricardo Tavares; o Mantiqueira de Minas, de Luiz Paulo; o Cerrado Mineiro, de Gabriel Nunes; e o Geisha, que é a bebida oficial da família imperial japonesa.