Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
pé de café

A magia que brota em cada pé de café: o mundo da lavoura!

A lavoura é um universo de diferenças e descobertas. Em cada pé de café, há uma história de amor e paixão, basta caminhar em silêncio pelos cafezais para escutar um “papo reto” dos produtores com as plantas desobedientes e pouco produtivas.

Essa conversa do “criador com a criatura” pode até parecer loucura para quem não vive a magia cafeeira, mas a verdade é que a paixão é uma das regras básicas do cultivo de café. Da mesma forma, os detalhes são a base da qualidade da colheita dos frutos do café.

Nesse sentido, vale a conversa carinhosa e muita reza para a chuva no tempo certo.
Essa relação de detalhes forma o resultado na xícara, até porque os pés de café são diferentes. Há diversas variedades de grãos, que determinam intensidade de doçura, acidez, notas sensoriais, sabores e aromas.

As regras gerais do plantio de café

Contudo, para chegar a todas essas experiências, é importante estabelecer regras de como plantar café. Para começar, a escolha das mudas e variedades cultivadas na lavoura é essencial, considerando as características do terroir da região e a aderência dos grãos com a terra.

Os desafios do plantio do café especial

pé de café

O café especial necessita do plantio em uma altitude mínima de 800 m de altura. Isso significa que montanhas altas entregam necessariamente cafés fabulosos? Não, até porque café não é uma cultura simples e objetiva.

Sendo assim, não basta plantar e se esquecer da planta por 33 meses até a primeira colheita. É necessário manter acompanhamento contínuo, controle e observação de pragas e doenças, observação das condições climáticas e análise contínua da lavoura.

No caso do café especial, esse processo é ainda mais criterioso, já que a elevação da qualidade tem (literalmente) as mãos do produtor como fator determinante. Entretanto, se você não é produtor e guarda o desejo de cultivo do café em casa, preste atenção.

O cultivo de café em casa

Nesse sentido, a alternativa pode ser plantar o pé de café no vaso e iniciar um jardim no quintal de casa. Essa pode ser uma solução para a ornamentação e, quem sabe, o início de um pequeno cafezal. Exageros à parte, o plantio pode servir como uma terapia de relaxamento.

Para saber como plantar café em vaso, os primeiros passos começam pela escolha da variedade do café. O mundo cafeeiro oferece uma infinidade de opções, que podem ser adquiridas em estabelecimentos específicos ou diretamente no cafezal.

Nesse contexto, a escolha pode ser entre os grãos popularmente conhecidos no Brasil, como Catuaí, Mundo Novo, Bourbon amarelo, Arara ou, quem sabe, Geisha. Para o cultivo, você pode selecionar uma semente germinada (aquelas retiradas de frutos maduros no pé) ou de um viveiro de muda.

Os passos de manejo de café em casa

Analise a terra utilizada para o pé de café e a temperatura do local, que deve ser amena, em torno de 20º. O ideal é realizar a semeadura em pequenos vasos, em tempos de verão ou na primavera. Esse clima ajuda a plantar café em casa.

Em seguida, pegue o vaso e coloque a semente a uma profundidade de 0,5 cm. A terra precisa ser nutrida: use adubos orgânicos, como esterco de animais e cascas de banana. Então, fique de olho na água, mantenha a terra molhada e a planta em contato com o sol.

Viu como é simples plantar um pé de café? Nada é melhor que apreciar a bebida na xícara, né? Sendo assim, quero convidar a vivenciar cada nota sensorial do café superespecial acima de 84 pontos. Os grãos são avaliados de acordo com regras internacionais e têm alto grau de doçura.

Prazeres do café especial da Mantiqueira de Minas

O plantio desse café é feito em extensos hectares por pessoas apaixonadas que controlam cada etapa, como se fosse uma planta de café no quintal de casa. O produtor do microterroir da região da Mantiqueira de Minas, Luiz Paulo Pereira, conta que todo esse critério pode ser percebido na xícara.

Na Coffee ++, esse café surge com notas que lembram frutas roxas, como goiabada e aroma. Tudo vem de um plantio criterioso e um controle absoluto de cada etapa do processo do café. Aliás, isso fez de Luiz Paulo um dos grandes embaixadores do café especial pelo mundo. Além disso, ele é o dono do recorde mundial de café mais pontuado.

Esse café com prestígio mundial pode ser encontrado em sachê, no drip coffee. Para o preparo, você precisa de 100 a 120 ml de água quente para fazer um café coado na hora. Para os amantes do tradicional coado, Luiz Paulo oferece a versão em grãos ou moído, bem como o espresso em cápsulas compatíveis com a máquina Nespresso.