Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais

Missão pelo mundo do café

Qual é a sua missão no mundo do café? O seu propósito é o de apresentar novos sabores para um amigo, numa cafeteria no fim de tarde? Ou você é aquele tipo de estudioso que sempre guarda bons grãos em casa e provoca um perfeito ritual quando recebe alguém que gosta? Então, sorria! Você tem traçado um bom caminho como missionário do café.

E esse termo é antigo e se confunde com a origem do grão. Tanto que, antigamente, entre um grupo de franceses, essa ideia era muito bem determinada, já que foram eles uns dos grandes responsáveis por disseminar a cultura do bom café no mundo.

Tudo se iniciou com o cultivo dos cafés Bourbon (originários da ilha de Reunião) nos assentamentos desses missionários, responsáveis por levaram os grãos para a África ocidental, Tanzânia e Quênia. Alguns outros estudiosos acreditam que nessas lavouras plantadas pelos franceses havia a presença de grão de café Mokka, até porque algumas daquelas sementes eram originárias do Iêmen.

O resultado de todo esse desbravamento veio com uma variedade que, obviamente, recebeu o nome de French Mission – uma alusão direta à missão francesa no universo cafeeiro. O batismo ocorreu há décadas e, hoje em dia, a bebida se tornou uma das mais populares do mundo, além de ser apreciada por exigentes paladares.

A suavidade misturada à doçura e marcas de nozes podem explicar o quão potente esse café sempre se apresentou. Tanto que ele foi base de experimento para a Scott Laboratories (organização de pesquisa com sede no Quênia), responsável pelo desenvolvimento das variedades de SL, sendo o SL-28 e o SL-34 os mais relevantes.