Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais

Café selvagens africanos

Os laços que unem Etiópia e Sudão vão muito além da proximidade geográfica e dos dialetos falados por lá. E, talvez, o perfume de café que exala por toda África seja um elo de união de um povo que carrega nas costas, além de muita história, o selo de origem de uma das bebidas mais populares do mundo. 

O nascimento do café é africano e os ramos que cresceram pelo mundo “beberam” da água daquela terra. E quanto a isso não há discussão. Toda essa herança tem como centro primário a Etiópia e a derivação genética vem das árvores de Typica e  Bourbon, que foram disseminadas pelos mares ainda no século XVIII. 

E a variedade Ethiopia/Sudan Accessions teve origem dos ramos selvagens ou semi-selvagens nos dois países africanos, porém só ganharam escala comercial nas últimas décadas.