Desde 1953 • Cafés SuperEspeciais
tipos de cafeteira

Saiba quais os principais tipos de cafeteira aqui!

Qual é o seu jeito preferido de tomar café? Muitas pessoas não abrem mão do tradicionalismo do café coado, enquanto outras querem a intensidade do preparado na prensa francesa. Porém, você sabe quais são os principais tipos de cafeteira?

Hoje, no mercado, existem vários métodos de preparo do café. A história de criação da cafeteira é antiga. A invenção aconteceu há muitos anos, no século 19, por volta de 1802, e o responsável foi um francês chamado François-Antoine Descroisilles.

Tipos de cafeteira pelo mundo

A primeira versão mundial entre os tipos de cafeteiras é uma cafeteira francesa batizada carinhosamente de “caféolette”. Inicialmente, ela foi criada com dois recipientes: um para a saída do café e outro com filtro. Depois, foi a vez do químico Antoine-Alexis Cadet de Vaux pensar em uma evolução feita com porcelana.

Contudo, os processos criativos não pararam por aí. Foi assim que a Itália entrou de uma forma significativa no mapa mundial dos tipos de cafeteiras. Contudo, a popular cafeteira tipo italiana não foi a pioneira no mundo do café. Até porque o protagonismo do país veio com a primeira máquina de café espresso da história.

A criação da máquina de café ocorreu em 1938. Porém, o encontro com o público demorou um pouco e aconteceu em 1949, quando várias cafeterias do mundo passaram a usar o recurso.

Qual é o melhor jeito de preparar seu café?

 

tipos de cafeteira

A extração de café pode ser feita de várias maneiras, mas você já pensou sobre qual seria o jeito ideal de fazer café? Primeiramente, é bom se lembrar de que não existe a forma mais correta de preparar café. Na Coffee ++, acreditamos que o melhor é aquele que abrace e encha seu coração de boas lembranças.

No caso do café especial, você tem a opção de adquirir o café em grãos e realizar a moagem que melhor se adeque ao método escolhido. Porém, se você não tem moedor em casa, o conselho é usar o liquidificador para o café moído na hora, sem muita frescura.

O preparo na cafeteira francesa

No caso da cafeteira francesa, também conhecida como prensa francesa, por exemplo, a moagem média é a mais indicada. Isso porque, com esse tipo de moagem, os grãos passam mais facilmente pelo filtro de ferro.

Nesse método, não há necessidade de energia elétrica, nem filtro de papel para a produção da bebida. Para começar, escolha o café moído a ser colocado na cafeteira. Em seguida, adicione água quente (entre 80ºC e 90ºC) e deixe o café descansar na prensa francesa por uns minutos.

O método de preparo por infusão é rápido. Na xícara, a entrega é uma bebida intensa, com grande concentração de sabor. Em resumo, nesse formato, há um aumento da quantidade de óleos naturais do café. O resultado é uma bebida repleta de experiências sensoriais, que podem chegar como flores de jasmim.

Os segredos da cafeteira aeropress

Já se você não gosta do amargor, é bom ficar atento: quanto mais tempo o café ficar em infusão, maior vai ser essa sensação. Isso ocorre porque a água em contato com o café extrai cada vez mais cafeína.

Outro jeito famoso de fazer café é a cafeteira aeropress. Inclusive, ela é uma das queridinhas dos baristas e ganhou uma competição exclusiva. A versatilidade e os diferentes resultados das bebidas são os principais motivadores de toda essa fama.

Na aeropress, o processo começa com o café colocado no tubo central. Então, você adiciona 60 ml de água quente em uma temperatura de 80ºC. Não tem termômetro? Espere subir as bolhinhas, apague o fogo e use a água. Então, misture bem devagar, coloque mais 170 ml de água e deixe agir por 10 segundos em infusão.

Em seguida, insira um filtro de papel no recipiente que se encaixa ao tubo. Só para ilustrar, é como se fosse uma seringa gigante, que pressiona o café durante a produção. Para finalizar, o conteúdo é virado de cabeça para baixo e o café é servido na xícara.

Cafeteira Globinho e o café espresso

Já a cafeteira Globinho, também conhecida como Siphon e cafeteira sifão, parece um aparelho de laboratório. Ela é composta por dois vasilhames de vidro que convidam para uma experiência de um café com acidez baixa, muita doçura e sem amargor.

No entanto, a preparação na Siphon é para especialistas. Por isso, para aqueles que buscam praticidade, a opção da cafeteira com cápsulas é a solução. Com a máquina de café, é possível preparar um espresso bem cremoso em minutos.

Na Coffee ++, as cápsulas são compatíveis com a máquina Nespresso. Fazer o café é rápido e estão disponíveis formas variadas com experiências sensoriais distintas. Em resumo, você pode tomar um espresso com notas de frutas secas, marmelo, achocolatado ou flores de jasmim.

Cafeteira, moedor e praticidade

Já se a sua preferência é por um café moído na hora, a cafeteira com moedor pode vir para a sua rotina. A lógica é simples: você vai acrescentar os grãos, a água e apertar o botão. Assim, a moagem é automática e a bebida fica pronta em minutos.

Outra sugestão para a sua casa é a cafeteira programável, muito simples e bem popular. O sistema funciona a partir de um reservatório de água em que o pó de café é colocado. Então, basta ligar na tomada e escolher o tipo de café. Tenha saúde e bons cafés.